sap@oftalmo.center +5517981900011 +551733637223

A Arte e a Oftalmologia

A Arte no Século XIX e XX foi marcada por espíritos inquietos que recolhem as “impressões” do entorno para dar forma à sua obra: o “impressionismo”. Claude Monet e Edgar Degas são dois exemplos de grandes artistas dessa época.

Mas não é só isso que os dois têm em comum, uma mudança na forma com que esses artistas retratavam os quadros foi aparecendo conforme os anos. Mas resultaram os traços característicos das últimas fases apenas de uma vontade de mudança ou seria uma manifestação de uma doença do sistema visual?

Em 2006, o médico oftalmologista e membro do Departamento da Universidade de Stanford (Califórnia), Michael F. Marmor publicou um artigo que descreve, com recurso a diários clínicos, cartas e outros textos históricos, as alterações visuais sofridas pelos artistas Claude Monet e Edgar Degas.

Monet

O estudo conclui que Monet, teria desenvolvido uma esclerose nuclear que é um tipo de catarata progressiva ligada à idade e seu sintoma é a descoloração amarelada do cristalino que afeta a percepção das cores e a acuidade visual.

Monet, entretanto, teria sido diagnosticado em 1912 e, apesar da opinião do oftalmologista, Monet teria recusado a cirurgia. Por muita insistência e dificuldade cada vez maior de distinguir cores, Monet foi finalmente operado em 1923, e, após esta altura, destruiu muitas das suas pinturas anteriores.

Degas

Já Edgar Degas, considerado um dos membros centrais do movimento impressionista, teve sua visão afetada em 1880 quando tinha 46 anos. Percebendo que sua visão já não era a mesma, passou a retratar cada vez mais mulheres nuas e esculturas.

No final da vida artística suas obras se resumiam a esses temas, com mulheres no banho sem autoconsciência.  Segundo o artigo, Degas teria outro tipo de dificuldade visual: a lesão central (macular) da retina, cuja primeira manifestação terá sido uma visão turva. Não há indícios que Edgar Degas teve catarata.

Saber se as mudanças de estilos foram totalmente ocasionadas pelas doenças, é incerto. O fato é que a forma como o observador olha a tela tem ligação direta com o seu entendimento. Os olhos são nossa janela do mundo, e é preciso cuidados com eles.

 

 

%d blogueiros gostam disto: