fbpx
sap@oftalmo.center +5517981900011 +551733637223

Muitos pacientes que chegam ao consultório geralmente resistem a este primeiro contato com medo do que muitas vezes é inevitável: a necessidade de óculos para enxegar melhor. E este medo é maior naqueles que sempre enxergaram sem o auxilio dos mesmos e adentram a meia idade e começam a sentir a dificuldade natural para a visão de perto.

Quando identificados precocemente, os erros da refração, que comprometem nossa visão levando a dificuldades para enxergar para perto, longe ou ambos, causam além da limitação desde nosso sentido imprescindível, dores de cabeça, sonolência e principalmente dificuldades na realização de nossas atividades habituais que levam a queda de nossa produtividade no trabalho.

Então, porque relutar em corrigir a visão adequadamente? Os óculos evoluiram muito, com a utilização de lentes de alto índice que permitem lentes cada vez mais finas, outras que escuressem naturalmente à luz solar, tratamento antirreflexo que as tornam praticamente imperceptíveis, e isto para não falar nas armações que são hoje um componente “fashion”. Mas para alguns, a simples necessidade de utilizá-los já é algo insuportável.

Felizmente, a gama de soluções que a oftalmologia oferece a seus pacientes permite passar com tranquilidade por este problema. A solução de mais fácil acesso são as lentes de contato, que atendem a diferentes necessidade. E por que não é a solução perfeita para substituir os óculos? Um dos grandes problemas é a utilização sem critério, má adaptações decorrentes da compra de lentes em óticas ou profissionais não habilitados em prescrevê-las corretamente. A utilização de lentes de contato engloba uma série de características onde o grau correto, que não é o mesmo o dos óculos, é apenas um deles. Quando bem adaptadas, as lentes permitem uma utilização confortável por horas e uma visão perfeita, sem qualquer incômodo. E o que temos de soluções?

Lentes de grau único: são lentes para a correção de miopia (dificuldade para longe) ou hipermetropia (dificuldade para perto e longe).
Lentes tóricas: são lentes de contato especiais para a correção do astigmatismo. Podem conjuntamente corrigir os erros de miopia e hipermetropia.
Lentes multifocais: são lentes de contato destinadas a corrigir a presbiopia, a dificuldade da visão para perto, que acomete as pessoas a partir dos 40 anos.
Lentes rígidas: são indicadas para pessoas com alto grau de astigmastismo ou irregularidades corneanas, geralmente associadas a uma alteracão da córnea chamada ceratocone.

Como um sapato, a lente de contato precisa “vestir” adequadamente. A córnea possui diferenças de uma pessoa para outra, o que interfere no conforto e na visão. A curvatura é um dado importante, o que permitirá que uma lente adequada não fique “apertada”ou muito “solta”no olho. Este ajuste, semelhante ao sapato, permitirá um uso adequado e sem lesões ao olho, ao permitir uma oxigenação adequada dos olhos. Algumas possuem a característica de barrar os raios ultravioletas, prevenindo o aparecimento de catarata.

E se tudo estiver correto, ainda devemos nos preocupar com o grau de hidratação da lente. Nossa região, pela temperatura e humidade do ar, provoca a desidratação precoce do olho, o que torna necessário o uso de lentes de contato adequadas para esta realidade. Uma adaptação adequada permite a utilização das lentes de contato no dia a dia, permitindo uma boa visão e olhos saudáveis e hidratados.