fbpx
sap@oftalmo.center +5517981900011 +551733637223

O mito do Coelho e da Cenoura

Praticamente todo mundo reclama que a partir dos 40 anos apresenta algum tipo de dificuldade visual. Várias dessas dificuldades podem ser resolvidas com o uso de uma correção como um óculos ou uma lente de contato, mesmo que a dificuldade seja somente para perto. O que as pessoas desconhecem é que o que comem, ou deixam de comer, possui uma influência e tanto na visão.

Há anos os cientistas estudam a relação da alimentação na visão, mas até então, em decorrência do longo tempo necessário para observar alguma mudança, estas avaliações eram difíceis de perceber. Apenas nos últimos anos as pesquisas iniciadas há 20-30 anos tiveram suas conclusões publicadas, e mais do que indicar tratamentos mirabolantes, estes estudos postulam que a manutenção de uma alimentação rica em nutrientes e variada é o grande segredo para uma boa visão.

Isto não quer dizer que os alimentos nos farão parar de usar óculos, mas estes nos propiciarão uma visão melhor, quando necessário, porque o olho e suas estruturas estarão mais saudáveis. Mas além dos olhos, todo o nosso organismo é beneficiado, pois terá a sua disposição as vitaminas, antioxidantes e sais minerais necessários para o crescimento e reparação dos danos que sofremos.

Vitaminas

Na infância, a falta de vitamina A, comum nos vegetais frescos, como a cenoura, rica em betacaroteno que se transforma em vitamina A no nosso organismo, e alimentos ricos em proteína (carne, leite e grãos), pode causar uma doença chamada xeroftalmia, que é o ressecamento da pele, da conjuntiva e da córnea, que leva a perda de visão. A vitamina A é uma substancia essencial para a visão por participar do processo de condução dos estímulos visuais. Assim, a sua carência pode levar a cegueira noturna.

A vitamina C, presente nas frutas cítricas e outros vegetais, é um componente importante do colágeno, proteína presente em todo o olho, principalmente no cristalino, que é acometido pela catarata e perde a elasticidade com o tempo, tirando-nos a visão para perto. Em estudos realizados comprovou-se que indivíduos com uma dieta balanceada ou que utilizavam complemento vitamínico onde a vitamina C era suplementada desenvolviam catarata em uma idade mais avançada do que naqueles que tinham uma dieta pobre.

Uma doença onde as vitaminas desenvolvem um fator comprovado é na Degeneração Macular Senil. Esta doença que afeta a mácula, região do olho responsável pela visão central, é desencadeada pela maior sensibilidade a luz, levando a sua degeneração. Com isso, a visão central aparece distorcida e embaçada, podendo levar a cegueira. As pessoas acima de 50 anos, fumantes e de pele clara estão no grupo de risco. A suplementação de vitaminas que protegem a mácula podem reduzir em até 25% o aparecimento da doença.

A associação de uma alimentação balanceada com exercícios físicos é o ideal para uma vida e visão saudáveis. Vale lembrar que o uso excessivo de vitaminas também pode levar ao desenvolvimento de outras doenças.

 

Dr. Marco Antônio de Castro Olyntho Jr.
CREMESP 92737 / RQE 31927

Médico Oftalmologista com Tí­tulo pela Associação Médica Brasileira e Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Membro da Academia Americana de Oftalmologia

%d blogueiros gostam disto: